segunda-feira , 19 novembro 2018
Capa » Arquitetura de interiores » Kruchin Arquitetura projeta Planetário em São Paulo
Kruchin Arquitetura projeta Planetário em São Paulo

Kruchin Arquitetura projeta Planetário em São Paulo

Inserido em um complexo de uso misto, projeto tem membrana em concreto corrugado que remete às conchas.

Localizado na Praça Pamplona, em São Paulo, um complexo de uso misto que reúne um edifício comercial, um centro de pesquisas e um casarão restaurado, o Teatro Digital e Planetário projetado pela Kruchin Arquitetura destina-se a apresentações científicas e educacionais, e opera por imersão do espectador em 360 graus nas imagens projetadas. Implantado em uma reentrância do lote em situação de independência em relação a todas as demais edificações, sua expressão se dá, essencialmente, a partir das praças centrais.

O Teatro Digital resultou de inúmeros ensaios nos quais procurava-se traduzir, simbolicamente, a experiência de observação do universo. “Buscamos suas formas em Kepler com seus cubos e esferas associados, em Einstein, em seu universo curvo, mas sem sucesso. Em um passeio despretensioso pela praia apanhei uma concha e, imediatamente, formou-se a imagem das pérolas, em seu brilho, a imagem da transformação do grão-semente em geometria. O nascimento das pérolas e o berçário de estrelas faziam parte de uma mesma fonte, de uma mesma origem: a concha, o invólucro que contará a criação do mundo”, afirma Samuel Kruchin, arquiteto titular do escritório.

Vistas aéreas do Planetário e do complexo de uso misto onde está inserido. Daniel Ducci

A edificação é definida por três camadas de coberturas sobrepostas. A camada mais externa, executada em concreto de superfície corrugada, é na verdade uma membrana – não uma casca – em razão da natureza de seus esforços, apoiada apenas lateralmente, pousada sobre a estrutura da praça. Sua superfície ganhou uma camada protetora para impermeabilização sem prejuízo da textura desejada.

Nesta membrana aconteceu a inserção de elementos naturais, luminosos e associados à pintura garantindo o efeito cênico do universo profundo. Sua função básica é a proteção geral do conjunto em termos de estanqueidade e controle térmico já que são extremamente sensíveis seus equipamentos. Entre ambas as camadas há um vazio acessível por onde é distribuída a infraestrutura para as instalações e sua conservação.

O acesso ao interior do Planetário acontece pela passarela que interliga todas as edificações do conjunto de uso misto assim como pela praça baixa que associa o teatro ao Instituto de Física Teórica do qual é parte integrante.

Ficha técnica do Projeto Praça Pamplona

Obra: Praça Pamplona

Local: Rua Pamplona, 145 – São Paulo, SP

Projeto (ano): 2011

Conclusão da obra (ano): 2016

Área do terreno: 6.555,54 m²

Área construída total: 36.764,89 m²

Torre Comercial – Área construída: 20.646,35 m² / Estacionamento: 13.787,21 m²

Centro de Pesquisa – Área construída: 1.306,16 m²

Teatro Digital/ Planetário – Área construída: 424,30 m²

Casarão – Área construída: 600,87 m²

Arquitetura: Kruchin Arquitetura

Autor: Samuel Kruchin

Coordenação: Aline Stievano

Arquitetos Colaboradores: Peter Ribon, Agda Piazzon, Isis Beretta, Lucas Leite, Renata Mello, Larissa Carrelli, Cristiane Gonçalves, Alexandre Martins, Gustavo Guedes, André Bernardi, Renata Gouveia, Mariana Hetem, Natalia Ferrari.

Projetistas e consultores:

Paisagismo: Benedito Abbud

Decoração: Patricia Anastassiadis

Estrutura de Concreto: NG engenharia

Estrutura Metálica: Ernesto Tarnockzy

Consultoria em Concreto: PHD Consultoria em concreto

Fundação: Portela e Alarcon

Instalações: SKK engenharia

Bombeiro: Claudinei Passoni

Climatização: Teknika

Luminotécnica: Mingrone Iluminação

Consultoria de Caixilhos: MN Consultoria

Impermeabilização: Proassp

Acústica: Akkerman

Elevadores: Empro – Comercio e Engenharia de Transporte Vertical

Consultoria em Teatro Digital: Sciss e Visual Acuity

Construção: Tegra Incorporadora

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*