terça-feira , 22 janeiro 2019
Capa » Energias renováveis » Tecnologia busca aumentar a eficiência hídrica e contribuir com as metas estabelecidas pela ONU
Tecnologia busca aumentar a eficiência hídrica e contribuir com as metas estabelecidas pela ONU

Tecnologia busca aumentar a eficiência hídrica e contribuir com as metas estabelecidas pela ONU

O Brasil é rico em recursos naturais, mas infelizmente, a agenda ambiental é pouco (e muitas vezes nada) priorizada por governos e empresas.

O país que possui a maior reserva de água potável do planeta, com cerca de 12% das reservas mundiais. Mas, essa aparente abundância faz com que o seu uso seja realizado de forma indiscriminada.

 A adoção de boas práticas deve ser tomada não só pelo consumidor usual, mas também por empresas e indústrias, que precisam atentar para a importância do consumo responsável, coordenado com o avanço econômico e social sustentável.

É possível observar uma lenta mudança neste cenário e a tendência mundial, para os próximos anos, no investimento em políticas e ações de sustentabilidade que tratam o meio ambiente de maneira integrada aos negócios e comunidades.

A construção colaborativa é o ponto de partida, a tecnologia é o meio para levantamento de estatísticas e entrega de serviços e o ideal é a conquista de resultados que transformem os formatos de negócios, processos de produção e a vida das pessoas.

Desafio: buscar soluções tecnológicas escaláveis que permitam o acesso ao conhecimento

Para muitas indústrias e empresas brasileiras de médio e pequeno porte, as tecnologias ambientais ainda são incompatíveis com a realidade e, financeiramente, inviáveis. O convite para redução de custos ou para o cuidado com os recursos naturais é atraente, mas tem pouca influência na tomada de decisão. Trata-se apenas da porta de entrada para uma reflexão profunda sobre formas de inovar, gerando mudanças de escala e maior eficácia, em resposta à complexidade dos desafios sociais, produtivos e ambientais de cada região.

A Organização das Nações Unidas estabeleceu em 2015 os “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” (ODS), uma estratégia para estimular o desenvolvimento humano e a promoção da luta global pela erradicação da pobreza, da fome, analfabetismo, pela igualdade de gênero e sustentabilidade ambiental. Países, empresas e pessoas assumiram o compromisso de promover, localmente, o desenvolvimento sustentável.

Esta medida da ONU reforçou a importância do investimento, por parte de grandes empresas e fundos, para o desenvolvimento de tecnologias transformadoras e escaláveis para processos produtivos sustentáveis e que auxiliem as comunidades a equilibrar o progresso econômico com preservação de recursos naturais.

Tecnologia para as Metas do Milênio

Uma das Metas do Milênio, compromisso proposto pela ONU assinado por 193 líderes mundiais, estipula a redução em 50% das 750 milhões de pessoas sem acesso à água potável no planeta nos próximos 13 anos. Deste número, 35 milhões de pessoas estão em território brasileiro.

A tecnologia aplicada aos recursos naturais pode ser um ótimo caminho para auxiliar na manutenção, regeneração e uso consciente de bens renováveis e não renováveis do planeta.

Uma iniciativa envolvendo tecnologia, eficaz e acessível foi o SAVEh – Sistema de Autoavaliação da Eficiência Hídrica – plataforma idealizada pela Ambev e a Fundación Avina, desenvolvida pelo AppCívico. O SAVEh pode auxiliar pequenas e médias empresas, que utilizam água no seu processo produtivo, a reduzir o consumo de maneira intuitiva, simples e eficiente.

Ao mesmo tempo em que a água é reconhecida como um recurso indispensável para a vida no planeta, é também essencial para o crescimento econômico. O objetivo do projeto Saveh é aumentar a eficiência hídrica de indústrias altamente consumidoras de água.

“Um importante papel que grandes empresas podem assumir perante a sociedade, é de compartilhar o conhecimento que pode ser benéfico para todos, em uma relação ganha-ganha. O maior desafio deste projeto foi adaptar uma metodologia de sucesso em uma empresa de grande porte e de setor específico como a Ambev para indústrias de pequeno e médio porte de diversos setores”, explica Juliana Strobel, Gerente Programático da Fundación Avina

O Saveh é a versão digital do método de gestão e boas práticas operacionais utilizado internamente pela Ambev. A metodologia aplicada pela multinacional, que ajudou a reduzir nos últimos 13 anos 40% o consumo de água na produção da empresa, foi adaptada para atender pequenas e médias empresas.

O investimento da Ambev, ao reproduzir de maneira escalável seu processo, utilizou a tecnologia como meio e tem o compartilhamento de informações como fim.

“Especialmente no caso de pequenas e médias indústrias altamente consumidoras de água, falta acesso a informação sobre melhores práticas de eficiência hídrica. Nosso objetivo é que o SAVEh seja utilizado por cada vez mais empresas, multiplicando na sociedade o sucesso alcançado pela metodologia da Ambev”, comenta Strobel.

Aliados e Parceiros

A Fundación Avina atua em processos colaborativos buscando combinar inovação social, inovação tecnológica e inovação em negócios para garantir que as populações mais vulneráveis tenham acesso a bens públicos de qualidade e que os ecossistemas sejam protegidos, promovendo o desenvolvimento sustentável.

“Por atuar junto a organizações da sociedade civil, empresas, políticos e governos, sempre procuramos buscar resultados positivos em diversas causas sociais com parceiros estratégicos. Com o Saveh, a tecnologia esteve presente em todo o processo, da identificação do cenário, implementação e até no monitoramento de experiência do uso da plataforma para poder escalar”, conta Thiago Rondon, fundador da AppCívico.

Para mais Informações, acesse: www.appcivico.com

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*