terça-feira , 23 janeiro 2018
Capa » Materiais » Onze ferramentas de marcenaria que todo mundo pode usar

Onze ferramentas de marcenaria que todo mundo pode usar

Muitas pessoas encontram na marcenaria muito mais do que uma simples profissão. O trabalho manual pode ser uma boa maneira de diminuir o estresse e ocupar a mente de uma forma mais saudável.

E não é atoa que cada vez aumente mais a procura por cursos especializados que funcionam como uma espécie de terapia para quem sofre de problemas como: ansiedade, nervosismo ou até mesmo depressão.

Um dos trabalhos mais antigos do mundo, manusear a madeira para construção de móveis ou peças específicas, é algo que requer muito mais do que experiência prática, é necessário paciência, criatividade e delicadeza durante todo o processo.

Entretanto, para quem possui espaço em casa e deseja montar sua própria oficina de marcenaria, é preciso saber quais ferramentas necessárias para iniciar as atividades.

A princípio, isso vai depender do orçamento disponível, pois alguns dos itens necessários podem ter um custo mais elevado. Em todo caso, eles podem ser adquiridos durante o tempo para completar sua oficina.

TRENA

Um dos itens mais básicos e que todo o marceneiro precisa para iniciar seus trabalhos, a trena é utilizada para medir os tamanhos e distâncias entre os pontos do objeto construído.

Não é preciso muito mais do que três metros de trena, para os principiantes. Ela deverá possuir uma fita resistente, de fácil leitura e que não risque facilmente, assim é possível evitar que ocorram erros durante a medição.

Elas são facilmente encontradas em lojas de material de construção ou de ferramentas em geral e normalmente são leves e de baixo custo.

FURADEIRA

As furadeiras são utilizadas, como o próprio nome já diz, para perfurar superfícies de diferentes tipos de materiais.  Elas são escolhidas de acordo com sua potência, que vai variar, dependendo do que você pretende furar.

No caso nos marceneiros, o ideal é que se escolha uma máquina que atenda as necessidades de perfurar tanto as madeiras mais finas, quanto as mais resistentes, portanto, aquelas que possuem uma potência de 550 watts para cima.

Também é importante priorizar aquelas que possuem controle de velocidade e reversão e que já acompanhem brocas de diferentes tamanhos e larguras.

 ESQUADRO DE CARPINTEIRO

Assim como as réguas, o esquadro também é um item fundamental e extremamente utilizado nas marcenarias. Ele garante que os móveis fabricados estejam bem alinhados.

O ideal é utilizar os esquadros combinados, que são a junção de várias peças para ajudar a traçar as medidas das peças confeccionadas.

Entretanto, caso não seja possível compra-lo no início, pois o preço pode estar fora dos orçamentos, deve-se escolher um que mostre ângulos de 90 e 45 graus. Os materiais dos esquadros variam entre aço, inox, latão, alumínio, entre outros.

 FORMÕES

Utilizados para cortar ou entalhar a madeira, os formões são acessórios indispensáveis para quem deseja realizar encaixes de precisão nos móveis desenvolvidos.

Esta técnica é utilizada apenas com a força das mãos e, portanto, deve ser feita com cautela e segurança, uma vez que são usados com o auxílio de um martelo ou um malho de madeira.

Eles são encontrados em diferentes medidas e para compor um bom jogo de formões, deve-se priorizar, basicamente por três tamanhos: 6, 12 e 18mm.

MALHO OU MAÇO DE MADEIRA

São essenciais para compor o trabalho com os formões e podem substituir os martelos nestas operações. Eles são escolhidos por possuírem sua estrutura de madeira o que aumenta consideravelmente sua durabilidade.

Por cumprirem basicamente a mesma função, os malhos e maços podem ser utilizados também para bater na madeira para encaixá-la ou inserir cavilhas, por exemplo.

RÉGUAS DE AÇO

Um dos itens mais básicos de todo o marceneiro seja ele principiante ou expert, as réguas são tão fundamentais quanto os esquadros quando o assunto é precisão na marcação.

Elas são confeccionadas em diferentes materiais, entretanto, os mais adequados para os serviços de marcenaria são as de aço e de alumínio, por serem mais resistentes e duráveis.

O ideal é que se tenha mais de uma régua, com escalas visíveis e grandes, de preferência, variando os tamanhos em 15, 30, 50 e 100cm.

RISCADORES

Os riscadores são utilizados para marcar furos ou linhas na madeira e substituem o uso dos lápis e das canetas. Isso porque, as linhas feitas por elas, não ficam tão visíveis em madeiras escuras, por exemplo.

Além disso, os riscadores não mancham ou sujam a madeira e podem ser utilizados para marcar outros materiais como: alumínio, latão, aço, entre outros.

GRAMINHO

Os graminhos são utilizados para marcar os encaixes da peça e são escolhidos principalmente por sua marcação precisa e fina. São substitutos das réguas, esquadros e riscadores, por serem mais simples e fáceis de utilizar.

Eles podem ser utilizados em linhas paralelas às bordas ou nas extremidades das peças, pois não possuem grandes comprimentos.

PLAINA

Essas ferramentas essenciais para desbastar e alinhar as madeiras e remover as marcações que ficam após a serragem, dando regularidade e nivelando-as.

São fáceis de manusear e podem ser elétricas ou manuais. Isso vai depender do orçamento disponível para compra dos materiais. Ambas possuem uma lâmina que dependendo do modelo, pode ser ajustável ou não.

SERRAS

Com diversos tamanhos e funcionalidades, as serras são utilizadas para cortar as madeiras de diferentes formas.

Antes de comprar o material é preciso prestar bastante atenção, pois ao contrário do que muitas pessoas pensam, existem fatores que influenciam diretamente no corte do seu objeto.

Assim como as plainas, elas são encontradas tanto elétricas, quanto manuais. As mais utilizadas são: a serra circular, a serra para cortes cruzados, para cortes de precisão, cortes de ripa e até mesmo cortes de encaixe.

LIXADEIRA

Como o próprio nome já diz, a lixadeira é fundamental para regularizar e auxiliar no acabamento das peças. Com ela, é possível arredondar os cantos, remover materiais indesejados e desbastar madeiras mais grossas.

Existem três tipos mais recomendados para trabalhos de marcenarias: as lixadeiras de cinta, que são para desbastes mais agressivos, a lixadeira orbital, para dar acabamento ao móvel e a lixadeira roto-orbital, que dá acabamento ultra-suave nas peças.

Vale lembrar, que todas as ferramentas devem ser escolhidas priorizando a sua segurança e a qualidade dos serviços, portanto, dê preferência a ferramentas de qualidade.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*