terça-feira , 22 maio 2018
Capa » Inovações tecnológicas » Aplicativos ajudam a reduzir custos com material e pessoal em projetos de construção

Aplicativos ajudam a reduzir custos com material e pessoal em projetos de construção

Os aplicativos (apps) são a mais nova ferramenta cobiçada pelo setor de construção civil, diante das amplas possibilidades de economia, agilidade e desburocratização dos processos que fazem parte da atividade. Seguindo esta tendência, a empresa Andrade Gutierrez (AG) lançou, em parceria com a Next Consulting, o Vetor AG, um programa brasileiro de aceleração para projetos-piloto para a indústria de engenharia e construção. O objetivo é desenvolver e testar em campo tecnologias para reduzir custos, mão de obra e duração dos projetos.

Gláucia Alves, superintendente de excelência e inovação da AG, explica que o programa não inclui apenas startups, mas também softwares, hardwares, metodologias diferentes para engenharia e arquitetura. De acordo com Gláucia, a empresa realizou o diagnóstico de problemas sistêmicos e definiu os pontos que devem constar nos projetos selecionados.

Os pontos são: tecnologia para concreto, gestão de frota e equipamentos, solda e tubulações, trabalho em altura e andaimes, testes de qualidade de materiais, gestão de almoxarifado, apontamento de produtividade em campo, produtividade de mão-de-obra direta, plantio e recuperação ambiental, gestão de canteiro, sondagem de solos.

Ao final serão escolhidas até oito projetos e suas soluções inovadoras serão aplicadas em obras selecionadas em todo o país. A incubadora fica em São Paulo e o programa terá duração de cinco meses. Podem participar do programa pessoas jurídicas constituídas no Brasil ou no exterior. A seleção acontece de 17/02 a 10/03; a residência de 2/04 a 30/08 e a Demo Day em setembro de 2018. Inscrições até 16/02 no www.vetorag.com.br.

Lucio Félix Neto vem desenvolvendo a startup RDO App, trabalho de conclusão do curso em engenharia civil, um aplicativo para gerar o Relatório Diário de Obra (RDO), documento obrigatório nas obras de engenharia. Decidido a tirar a ideia do papel, ele procurou a incubadora do Senai Cimatec e, em dezembro último, conquistou o subsídio do Sebraetec para desenvolver o protótipo do aplicativo.

A ideia surgiu quando ele trabalha em duas obras e verificou que em uma delas, a exigência era a entrega diária do RDO, que envolvia fazer o descritivo do que foi feito naquela data, assinado pelo engenheiro responsável em três vias, e, se na análise feita pela gerenciadora da empresa contratante verificasse algum erro, o processo deveria ser refeito e assinado e entregue de novo. Félix Neto chegou a conclusão que o processo deveria ser digitalizado. Ele pretende participar da seleção AG Vetor para obter mais um selo de qualidade para o app.

Num plano mais avançado que já inclui um plano de negócios e uma carteira de nove clientes, o Construcode é um aplicativo desenvolvido pelo engenheiro civil Diego Mendes e o engenheiro de sistemas Leandro Mascarenhas. Mendes observou que os projetos desenvolvidos em sistemas 3D são impressos para serem usados nas obras, gerando dificuldades de interpretações e na execução.

O app foi desenvolvido com base nos controles de produção, de comunicação com a equipe e de qualidade. “O que o app, que é executado pelo sistema IOF e Android, faz é dividir os projetos CAD ou BIM em áreas menores, que podem ser convertidos em etiquetas escaneáveis coloridas, de acordo com o setor de trabalho. Estas são encaminhadas para o local onde será executada no canteiro de obras”, diz Mendes.

Fonte: A Tarde

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*